Twitter. Dados pessoais foram usados em publicidade graças a erro
agosto 7, 2019
MPC pede que 25 gestores da Secretaria de Comunicação do ES devolvam R$ 1 milhão por irregularidades em publicidade
agosto 8, 2019

Propagandas políticas homofóbicas são legais, decide juiz israelense

Agência de Propaganda em Santos

Decisão ocorre depois que 2 empresas recusaram anúncio de extrema-direita que estabelecia ligação entre pessoas homossexuais e tráfico de crianças

Montagem de stands – Por Reuters

Empresa de Propaganda
access_time

7 ago 2019, 19h43

chat_bubble_outline

more_horiz

Juiz: magistrado decidiu que anúncios homofóbicos são permitidos (Pixabay/Reprodução)

Portifa – Londres – Donos de outdoors em Israel não poderão rejeitar anúncios políticos homofóbicos, decidiu um juiz, depois que duas empresas se recusaram a vender um espaço para um anúncio de um partido de extrema-direita que estabelecia uma ligação entre pessoas homossexuais e tráfico de crianças.

Suporte – O partido, Noam, teve espaço recusado em uma parede do lado de fora de um hotel de Jerusalém e em laterais de ônibus para um anúncio que dizia “Orgulho e a compra de crianças, ou meu filho irá se casar com uma mulher – Israel escolhe ser normal”.

Armazém para locação em Santos – A agremiação entrou com uma ação em um comitê parlamentar presidido pelo juiz da Suprema Corte Neal Hendel, que decidiu que, de acordo com a lei eleitoral, empresas devem vender espaços de propaganda para qualquer partido que queira comprar, ou para nenhum deles.

Rádio Interna – “Um dever de igualdade inclui o compromisso de publicar propagandas de todos os partidos e listas, incluindo daquelas cujos valores são diferentes dos da agência de publicidade”, disse Hendel em sua decisão na terça-feira.

Montagem de stands – Israel é um dos poucos países do Oriente Médio – ao lado de Jordânia e Bahrein – que permite relações entre pessoas do mesmo sexo. Em alguns países da região, relações entre pessoas do mesmo sexo podem ser punidas inclusive com pena de morte.

Contato – O casamento gay é ilegal em Israel, um país de 9 milhões de habitantes, embora casamentos realizados no exterior sejam reconhecidos.

Armazém para locação em Santos – O Noam, partido judeu ultra-ortodoxo recentemente formado não respondeu aos pedidos de comentários, apesar de ter classificado a decisão como uma “grande vitória” no Facebook.

SLIDE – Ativistas de direitos LGBT disseram que esses anúncios não tem lugar em uma campanha eleitoral democrática.


Notícias sobre

Fonte: https://exame.abril.com.br/mundo/propagandas-politicas-homofobicas-sao-legais-decide-juiz-israelense/

O post Propagandas políticas homofóbicas são legais, decide juiz israelense apareceu primeiro em Lima & Santana Propaganda.

Os comentários estão encerrados.