Pontomobi traz Datami para fidelização pelo mobile
abril 2, 2018
Irreverência em campanha do Meia Hora
abril 2, 2018

Prefeitura de SP cobra ISS pleno das agências

Prefeitura de SP cobra ISS pleno das agências

Institucional – Intermediárias dos trabalhos realizados por fornecedores especializados, como produtoras de comerciais e áudio, gráficas e estúdios de conteúdo, por exemplo, as agências de publicidade foram surpreendidas na manhã desta segunda-feira (2), quando começaram a emitir notas fiscais  eletrônicas, com a cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviços) sobre o valor pleno e não sobre a sua receita.

Projeto de Stands – A informação sobre a cobrança de 5% sobre o valor chamou a atenção dos profissionais de finanças e contabilidade das agências devido a uma observação para esse novo momento fiscal decidido pela Prefeitura de São Paulo na NF. 

Armazém para locação em Santos – Segundo uma fonte com conhecimento do mercado publicitário, a tributação do ISS é paga pelo fornecedor do serviço. A agência emite a nota por ser o agente que contrata os serviços de produção realizados por terceiros. Essas empresas é que são responsáveis pelo pagamento do tributo. As agências não recebem comissionamento sobre produção.

Feitiço para empresa crescer – No caso de uma fatura de R$ 1 milhão, a agência está obrigada a pagar R$ 50 mil sobre esse tributo municipal. “É bitributação”, diz uma fonte. “Caso essa decisão seja mantida, haverá um rombo enorme nas finanças das agências”, prossegue o interlocutor. 

Montagem de estandes – O pagamento do ISS sobre o total da fatura e não apenas em relação à receita líquida das agências é uma discussão que ganhou espaço na agenda da Prefeitura de São Paulo e das agências de publicidade de São Paulo desde o final do ano passado.

Feitiço para empresa crescer – O Sinapro (Sindicato das Agências de Publicidade de São Paulo) e a Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade), por meio do jurista Paulo Gomes de Oliveira Filho, estão fazendo  gestões para tentar reverter a decisão da Secretaria de Finanças da Prefeitura de Sâo Paulo, mas até o presente momento o  governo paulistano, segundo a fonte, está irredutível em relação à decisão.

Gerenciamento de redes sociais em Santos – A medida também vai afetar as agências que atendem a publicidade da Prefeitura de São Paulo, a Nova/SB e a Lua Propaganda. Elas terão que pagar o ISS sobre das faturas de trabalhos realizados por fornecedores especializados e, como é de conhecimento geral, anunciantes públicos não pagam honorários sobre produção e e criação. “É incoerente”, reforça a fonte.

Propaganda em Santos – A saída mais conveniente é a emissão das notas exclusivas às receitas das agências. E os fornecedores fazerem isso diretamente com a Prefeitura, interrompendo um modelo clássico do negócio da propaganda. “Mas, caso seja um cliente público, que contrata a agência por meio de licitação e não os fornecedores com os quais ela escolhe para executar um trabalho, qual será a saída?”, questiona a fonte.

Agência de Publicidade em Santos – O governo liderado por João Doria revogou o descreto 53.151 assinado pelo prefeito Fernando Haddad em 17 de maio de 2012 por outro de número  58.045 publicado no dia 27 de dezembro de 2017.

Rádio IndoorLeia mais.

Administração de redes sociaisAgências temem perda de receita com nova cobrança de ISS

Agência em SantosPrefeitura de SP altera esquema de tributação das agências de publicidade

Fonte:

O post Prefeitura de SP cobra ISS pleno das agências apareceu primeiro em Lima & Santana Propaganda.

Os comentários estão encerrados.