De olho nos “sem-banco”, Sicredi estreia primeira campanha de TV
julho 3, 2019
Google e Facebook sob nova investigao por monopolizar o mercado de publicidade
julho 4, 2019

Mais 111 aplicativos são removidos do Google Play por publicidade agressiva | Blog do Altieres Rohr

A empresa de segurança japonesa Trend Micro detectou mais um grupo de 182 aplicativos para Android com componentes agressivos de publicidade. Do total, 111 estavam publicados no Google Play, a loja oficial do sistema, onde alcançaram mais de 9,3 milhões antes de serem removidos.

Lista dos últimos aplicativos do grupo de 111 removidos do Google Play. — Foto: Reprodução/Trend Micro

Lista dos últimos aplicativos do grupo de 111 removidos do Google Play. — Foto: Reprodução/Trend Micro

A Trend Micro já identificou diversos outros aplicativos ferindo as regras de publicidade no Google Play em 2019 — incluindo apps que prometiam embelezar selfies e supostas ofertas para assistir canais de televisão no celular que alcançaram 17 milhões de downloads.

Diferente da publicidade regular, que é exibida na própria janela do aplicativo, a publicidade abusiva aparece em tela cheia durante o uso do telefone, sem identificar a origem do anúncio. Esse tipo de propaganda atrapalha o uso normal do telefone e pode aumentar o consumo de dados da linha e a bateria do telefone. Ela é proibida pelas regras do Google Play.

Desta vez, os aplicativos novamente prometeram funções com fotos ou jogos. Dos 111 aplicativos no Google Play, apenas 43 exibiam alguma característica única. Os demais eram clones com outros títulos para conseguir mais downloads.

Apesar de algumas diferenças, todos os apps tinham o mesmo comportamento. Após funcionarem como prometido por algum tempo (30 minutos ou 24 horas, dependendo da versão do componente publicitário), o ícone deles era escondido da lista geral de aplicativos para dificultar sua desinstalação. Em seguida, apareciam os anúncios em tela cheia.

Se o usuário usasse o botão “voltar” quando um anúncio era exibido, uma janela aparecia para realizar a ação com a Play Store — o que levaria a uma página na loja para baixar o app divulgado na propaganda. Em outras palavras, não é fácil fechar os anúncios.

O objetivo dessa prática é obrigar a vítima a baixar o aplicativo divulgado, gerando receita para os criminosos por meio do pagamento de comissões de instalação.

Embora o ícone dos programas esteja escondido, eles ainda podem ser desinstalados a partir do painel de “Configurações” do telefone. Para isso, deve ser acessado o menu de “Apps e notificações” e escolher a opção de “ver todos os apps”. Após localizar o aplicativo responsável pelos anúncios na lista, basta tocar no botão “Desinstalar” para excluir o software.

Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para g1seguranca@globomail.com

Selo Altieres Rohr — Foto: Ilustração: G1

Selo Altieres Rohr — Foto: Ilustração: G1

Fonte: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/blog/altieres-rohr/post/2019/07/03/mais-111-aplicativos-sao-removidos-do-google-play-por-publicidade-agressiva.ghtml

O post Mais 111 aplicativos são removidos do Google Play por publicidade agressiva | Blog do Altieres Rohr apareceu primeiro em Lima & Santana Propaganda.

Os comentários estão encerrados.