Campus Party oferece inovação e ambiente fértil para marcas
janeiro 30, 2018
[Vídeo] A publicidade e o entretenimento
janeiro 31, 2018

Estudo avalia transparência de empresas

Estudo avalia transparência de empresas

Propaganda em Santos – A Transparência Internacional apresentou na manhã desta terça-feira (30), em São Paulo, o estudo “Transparência em Relatórios Corporativos: as 100 Maiores Empresas e os 10 Maiores Bancos Brasileiros”. Baseada em metodologia global da organização, a pesquisa é a primeira da série “Transparency in Corporate Reporting” (TRAC) realizada com amostra composta exclusivamente por empresas com sede no Brasil. De uma maneira geral, segundo o estudo, o desempenho das maiores empresas do país pode ser considerado ruim, com nota média de 5,7 numa escala de 0 a 10, sendo que o pior setor é o de veículos e peças, com média de 3,5 . 

Armazém para locação em Santos – O TRAC Brasil avalia informações disponibilizadas pelas empresas na internet em três dimensões: suas práticas anticorrupção, sua estrutura organizacional e seus dados financeiros relativos à atuação em outros países.

Anunciar na TV – Confira alguns dados revelados pelo estudo:

Marketing em Santos – • No índice geral, as três empresas mais bem colocadas foram Neoenergia, Votorantim Cimentos e EDP-Energias do Brasil;
• Nenhuma das cinco primeiras colocadas do índice geral está entre as cinco maiores empresas que atuam no país;
• 48 das 110 empresas não divulgam publicamente compromisso expresso pela alta liderança da companhia com o combate à corrupção;
• O setor de energia elétrica abriga 4 das 10 empresas mais bem colocadas no índice geral, e atinge a média de 7,7, a melhor dentre os segmentos pesquisados;
• 65% foi a nota média das empresas na dimensão que pesquisa compromissos anticorrupção, em uma escala de 0 a 100;
• 48% foi a nota média das companhias na dimensão que avalia a divulgação das estruturas societárias, em uma escala de 0 a 100;
• 3% foi a nota média na dimensão voltada à divulgação de relatórios por país;
• 31% foi a média das 38 subsidiárias de multinacionais estrangeiras na dimensão que avalia a divulgação de estruturas societárias.
• No índice de Multinacionais Brasileiras, a nota foi ainda menor que a do índice geral: 4,4. Esse baixo desempenho está diretamente relacionado à divulgação de relatórios por país de operação. Das 53 empresas neste escopo, 41 receberam nota 0, pois não divulgam informações básicas sobre sua atuação fora do mercado doméstico.
Os resultados completos do estudo podem ser acessados no site www.transparenciacorporativa.org.br.

O post Estudo avalia transparência de empresas apareceu primeiro em Lima & Santana Propaganda.

Os comentários estão encerrados.