O Documento – Selma acusa “armao” de adversrios e denuncia publicitrio por extorso
setembro 30, 2018
Canal marroquino cria prêmio para publicidade que valorize mulheres
outubro 1, 2018

Angola. Diretor de Comunicação do Governo da Huíla preso por peculato e associação criminosa

Agência de Propaganda em Santos

Projeto de Estandes – O diretor do Gabinete de Comunicação Institucional (GCII) do Governo da Huíla, em Angola, Jaime Lepe Lombe, encontra-se em prisão preventiva na penitenciária do Lubango, pelo suposto envolvimento em crimes de peculato e associação criminosa, indica este domingo a Angop.

Criação de Site – Segundo a agência noticiosa angolana, em causa está o desvio de 14 milhões de kwanzas (41,2 mil euros), de um total de 29 milhões de kwanzas (85,3 mil euros) destinados a campanha de gestão da imagem publicitária do governo da província.

Cedric – Antes de ser encaminhado para a penitenciária, Jaime Lombe, diretor do GCI há dez anos, foi interrogado durante oito horas pelo procurador da República junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Adão do Nascimento, que decretou a medida de coação.

Pintura Empresarial em Santos – O montante em causa foi disponibilizado em 2015 para a produção e realização de publicidade institucional nos órgãos de comunicação social, produção de uma revista, assim como a realização de programas radiofónicos, suporte digital da imagem do governo, reconfiguração da biblioteca, entre outros.

Cedric – O ex-diretor do Serviço de Investigação Criminal da Huíla, Amadeu Suana, também se encontra em prisão preventiva, pela segunda vez em menos de dois meses

Sites em Santos – Sem um concurso público para o efeito, o contrato foi celebrado e o montante global depositado na conta bancária de uma empresa de publicidade sedeada no Lubango, com o compromisso desta transferir 14 milhões de kwanzas para a conta de Jaime Lombe, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Empresa de Propaganda em Santos – Por outro lado, o ex-diretor do Serviço de Investigação Criminal da Huíla, Amadeu Suana, também se encontra em prisão preventiva, pela segunda vez em menos de dois meses.

Anunciar na TV – Em julho último, Amadeu Suana foi detido por suposto envolvimento na libertação de presos envolvidos no desvio milionário de combustível da central térmica do Lubango, mas foi solto dias depois, mediante o pagamento de uma caução.

Sites em Santos – Desta vez, o oficial da polícia de investigação é acusado da prática de crimes de peculato, associação criminosa, falsificação de documentos, furto e venda de quatro viaturas roubadas apreendidas pelo SIC.

Fonte:

O post Angola. Diretor de Comunicação do Governo da Huíla preso por peculato e associação criminosa apareceu primeiro em Lima & Santana Propaganda.

Os comentários estão encerrados.