Agências se preparam para a concorrência da Caixa
novembro 15, 2017
Sodexo On-site anuncia novidades – propmark
novembro 16, 2017

64% das profissionais de criação já sofreram assédio sexual com contato físico

64% das profissionais de criação já sofreram assédio sexual com contato físico
iStock/Zinkevych

Portifolio – O cenário de assédio no mercado de comunicação não é nada otimista: 90% das mulheres e 76% dos homens afirmam já ter sofrido assédio moral ou sexual no trabalho. Os dados são resultados de um estudo realizado pelo Grupo de Planejamento em parceria com o Instituto Qualibest, que tem o objetivo de mapear os abusos sofridos pelos profissionais de agências de publicidade, produtoras e veículos. A percepção de que o assédio ocorre na categoria é generalizada, de quase 100%. 

Clientes – O assédio moral, por exemplo, atinge tanto as mulheres quanto os homens de forma equivalente. Isso ocorre frequentemente no ambiente de trabalho de acordo com 89% das mulheres e 85% dos homens. O sexual, por sua vez, é apontado por 67% das mulheres e 52% dos homens como existente no ambiente profissional. 

Agência de Publicidade em Santos – Ao todo, 1.400 pessoas responderam ao questionário, que foi enviado para todas as agências de publicidade, além de produtoras e veículos. Uma pergunta aberta deu a oportunidade para que os participantes compartilhassem histórias de assédio. Como resultado, 35% apontaram marcação de tarefas com prazos impossíveis, provocando extensão do horário de trabalho. Isso também ressaltou o reforço da cultura da hostilidade, em que presidentes e sócios são apontados como assediadores por 22% dos estagiários e assistentes. Além disso, essa cultura é reforçada nas relações com os clientes, que pressionam os contratados em busca de resultados. 47% e 42% dos homens disseram já ter sido assediados moralmente por clientes de nível hierárquico superior e por clientes de nível equivalente, respectativamente. Esse mesmo cenário se aplica para as mulheres em relação ao assédio sexual, em que 16% sofreram com o nível hierárquico superior e 9% com nível equivalente. 

Marketing de BuscaAssédio sexual 

Anunciar na TV – As mulheres são as mais atingidas pelo assédio sexual. Uma em cada duas afirma já terem sofrido no ambiente profissional. A porcentagem é de 39% que sofreram com contato físico, saltando para 64% entre os profissionais de criação. Entre os 9% de homens que revelaram já terem passado por abuso sexual, 72% afirmam que isso ocorreu em decorrência da atitude de outro homem. 

Empresa de Propaganda em Santos – Essa situação vivida no ambiente de trabalho tem resultado em problemas de saúde dos profissionais. O assédio moral gerou sintomas em 62% das mulheres e 51% dos homens. Entre as mulheres, eles são: crises de choro (75%), síndrome de ansiedade (72%), sentimento de inutilidade (68%), abuso de bebida alcoólica (32%) e diminuição da libido (30%). Entre os que responderam, 10% afirmaram ter tido pensamentos suicidas. 

Armazém para locação em Santos – O Grupo de Planejamento afirma que ações práticas serão essenciais para que o problema seja tratado no mercado. A reportagem completa estará disponível na edição impressa do PROPMARK da próxima segunda-feira (20). 

Rádio Corporativa

O post 64% das profissionais de criação já sofreram assédio sexual com contato físico apareceu primeiro em Lima & Santana Propaganda.

Os comentários estão encerrados.